Bugatti Chiron a 388 km/h: Um Surpreendente e Grave Excesso de Velocidade na Bélgica, com Possibilidade de Impunidade! No mundo automotivo, frequentemente são considerados grandes excessos de velocidade aqueles em que o veículo é registrado a mais de 30 ou 40 km/h acima dos limites estabelecidos. Segundo a imprensa local, um imprudente foi flagrado em uma rodovia com limite máximo de 120 km/h. O condutor desse veículo pode escapar das punições normalmente aplicadas para tal delito.

As autoridades policiais têm sido evasivas nos últimos dias, recusando-se a fornecer detalhes sobre esse incidente. “Devido a possíveis investigações em curso, não podemos divulgar o local exato dessas infrações. A combinação da estrada com a região poderia ser facilmente identificável”, foi o que disseram. A única informação conhecida é que a infração ocorreu em 2022, envolvendo um motorista ao volante de uma Bugatti Chiron a 388 km/h, um hipercarro extremamente potente capaz de ultrapassar os 400 km/h.

O constrangimento por parte da polícia decorre do fato de que essa infração, normalmente punida com a suspensão da carteira de motorista, uma multa significativa ou até mesmo prisão, poderia acabar impune. Isso se deve ao fato de que os radares instalados na Bélgica se dividem em diversas categorias, podendo registrar velocidades máximas variáveis. Embora os sensores instalados nas autoestradas sejam os mais potentes, eles não são homologados para registrar velocidades acima de 250 a 300 km/h. Além disso, a confiabilidade das medições pode ser questionada além desses limites.

Assim, se não for possível determinar com precisão a velocidade a que o infrator estava dirigindo, ele poderia evitar as sanções. Isso é preocupante, considerando o quão perigosa é essa conduta nas estradas. A imprensa belga informa que o Ministério Público de Tournai solicitou uma análise técnica do radar, a fim de verificar a confiabilidade da medição (e permitir a continuidade das ações legais).

Vale ressaltar que, a essa velocidade potencial, seriam necessários mais de 1,5 km para parar completamente o veículo. É impossível, portanto, reagir a tempo em caso de perigo. É fundamental que os motoristas estejam cientes dos riscos associados a essas altas velocidades e que respeitem rigorosamente os limites de velocidade para garantir a segurança de todos nas estradas.

Já aqui no Brasil o que mais se vê são carros antigos totalmente modificados para andar mais, então, quando você ver um carro velho na pista desconfie!

[wwpbtn type=”theme” text=”Visite nossa Playlist completa!” size=”lg” link=”https://edycarvproducoes.com/vlog/” icon=”true” iconcode=”fab fa-youtube” newaba =”true”]